Centro de Atividades Ocupacionais 5 

 

O Centro de Atividades Ocupacionais 5 (CAO5) promove o desenvolvimento, a valorização e a dignificação de pessoas com deficiência mental assegurando a prestação de cuidados e serviços, adequados às necessidades e expetativas dos clientes. Com Acordo de Cooperação com o Centro Distrital da Segurança Social de Setúbal para 28 clientes, o CAO tem capacidade para 30 clientes apoiados por duas equipas, equipa de apoio e equipa técnica multidisciplinar.

 
Os princípios orientadores de intervenção da resposta social visam proporcionar bem-estar, lazer e melhor qualidade de vida, de acordo com as necessidades individuais de cada cliente, perspetivando o adequado desenvolvimento do seu projeto de vida. Garantindo atividades diversificadas, de modo a promover o bem-estar Bio-Psico-Social dos clientes e a sua reabilitação funcional, promovendo de atividades adaptadas às suas caraterísticas, capacidades e potencialidades.

 
Os objetivos globais de intervenção do centro são: Promover e desenvolver potencialidades e estabilidade a nível emocional, cognitivo e comportamental; Desenvolver e manter competências que permitam a ocupação útil em contextos institucionais, familiares e comunitários; Potenciar o crescimento psicossocial do cliente enquanto pessoa capaz de fazer escolhas e com direito a partilhar lugares comuns desenvolvendo competências nos domínios da autonomia pessoal e social; Potenciar e fomentar o envolvimento das famílias e ou responsáveis de forma a assumirem um papel ativo e interveniente no plano de desenvolvimento individual do cliente; Fomentar a articulação em rede com as diversas estruturas da comunidade e entidades parceiras de forma a garantir o bem-estar numa perspetiva holística; Contribuir para a promoção de uma sociedade inclusiva promovendo a participação em atividades e contextos sociais.

 

No planeamento e organização do Plano de Atividades, recorreu-se a estratégias transversais e multidisciplinares para que as atividades planeadas assumam um carácter de diversidade, indo igualmente ao encontro das expetativas, representações e interesses dos clientes. De sublinhar a importância assumida pelo ambiente no que diz respeito ao envolvimento da pessoa portadora de deficiência e na sua interação com os diversos intervenientes responsáveis pela garantia do seu bem-estar, nomeadamente família e equipa de trabalho. Esta intervenção centra-se em quatro grandes grupos de atividades: Atividades Estritamente Ocupacionais, promovendo a manutenção e desenvolvimento de competências, por exemplo elaboração de objetos decorativos com materiais reciclados; Atividades de Desenvolvimento Pessoal e Social que promovem as competências de relacionamento interpessoal, autodeterminação, autonomia, bem-estar, cidadania e participação social; Atividades Lúdico Terapêuticas, que visam desenvolverem a ativação físico-funcional e a estimulação sensorial com vista a promover o bem-estar físico dos clientes, como por exemplo a capoeira, natação, golfe e psicomotricdade; Atividades Socialmente Úteis que promovem a manutenção e desenvolvimento de competências e facilitação da possível transição param programas de integração socioprofissional bem como estimulam as competências funcionais inerentes às AIVDs.

 

Centro de Atividades Ocupacionais 5